Tempo de Recordar – nº 15

Por Sebastião Deister

O VISCONDE DE IPIABAS

O VISCONDE DE IPIABAS, batizado como Peregrino José de América (ou d’América) Pinheiro, nasceu em Paty do Alferes no dia 21 de julho de 1811 e faleceu no Rio de Janeiro em 8 de julho de 1882, poucos dias antes de completar seus 71 anos.

Filho de João Pinheiro de Souza (nascido em 1787 em Sacra Família do Caminho Novo do Tinguá e Capitão Reformado da 2ª Linha da Guarda Nacional de Vassouras) e de D. Isabel Maria da Visitação Werneck (nascida em 1785 na Fazenda de Nossa Senhora da Piedade de Vera Cruz, a nona filha de Inácio de Souza Werneck), o Visconde de Ipiabas vinha a ser o 23º na linha direta de sucessão do famoso militar proprietário daquela histórica fazenda.

Peregrino casou-se no dia 4 de fevereiro de 1841 com sua prima-irmã Ana Isabel Werneck, filha de Francisco das Chagas Werneck (o 6º filho de Inácio) e de D. Ana Joaquina de São José. O Visconde gerou 15 filhos, sendo que alguns tiveram descendentes que desempenharam importantes funções sociais em Vassouras.

A filha Isabel Peregrina, por exemplo, casou-se com o Dr. Antônio José Fernandes, médico, fazendeiro, educador, Deputado e Senador pelo Estado do Rio de Janeiro, cujo filho Raul Fernandes (o caçula dentre cinco filhos) veio a ser advogado, Deputado Federal, Presidente Provincial do Estado do Rio Janeiro, Plenipotenciário do Brasil à Conferência de Paz em Paris (em 1919), Delegado às Assembléias da Sociedade das Nações em 1920, 1921, 1924 e 1925 e Embaixador Brasileiro na Bélgica em 1926. Uma das mais conhecidas e respeitadas escolas de Vassouras ostenta hoje o seu nome (Chaceler Raul Fernandes).

Já a segunda filha do Visconde de Ipiabas – Ana Peregrina – casou-se com seu tio Inácio José de América Pinheiro (irmão de Peregrino José) e tornou-se Baronesa de Potengi.

O Visconde era ainda pai da Baronesa de Almeida Ramos (sua quarta filha, Francisca Peregrina, casada com o Barão Joaquim de Almeida Ramos), do 2º Barão de Ipiabas (seu sexto filho, Francisco), da 2ª Baronesa de Palmeiras (sua sétima filha, Carolina Peregrina, casada com o 2º Barão João Quirino da Rocha  Werneck, seu parente direto) e da Baronesa d’Aliança (sua oitava filha, Maria Peregrina, casada com o Barão Manuel Vieira Machado Cunha).

Peregrino foi titulado Visconde de Ipiabas com Grandeza por Decreto Imperial de 17 de junho de 1882, após ter sido laureado com o título de 1º Barão de Ipiabas em 26 de dezembro de 1866. Além de notável fazendeiro, foi Comendador e Coronel da Guarda Nacional, sendo agraciado com as comendas de Cavaleiro Imperial das Ordens de Cristo e da Rosa pelos serviços sociais e militares prestados ao Segundo Império nos territórios de Valença e Paty do Alferes, além de dezenas de outras importantes titulações.

Peregrino passou grande parte de sua vida na maravilhosa Fazenda Oriente, em Valença, sempre cercado por ricos fazendeiros, políticos influentes e atentos serviçais, espalhando seus descendentes por outras propriedades adquiridas ao longo do vale do Paraíba do Sul.

Pela linha sucessória do seu 6º filho (Francisco Pinheiro de Souza Werneck, agraciado pelo Imperador como 2º Barão de Ipiabas), residem atualmente em Paty do Alferes alguns descendentes diretos do Visconde de Ipiabas.

Anúncios

6 Respostas para “Tempo de Recordar – nº 15

  1. Roberto Quaranta

    Pelo que sei, Cândida Peregrina era filha do Visconde de Ipiabas, tendo contraído núpcias em 1834 com o Comendador Benjamin Salles Pinheiro. como dote, Benjamin Salles Pinheiro recebeu do Visconde a fazenda Santo Antonio. Gostaria de saber se Benjamin e Cândida tiveram filhos, e em caso positivo, quais os nomes.

  2. Luiz Ferraz Moulin

    Benjamim de Salles Pinheiro era casada com sua prima Cãndida Peregrina de quem tteve dois filhos João e Rodolfo. Mudou-se posteriormente para Cachoeiro de Itapemirim ES , onde fundou a famosa Fazenda São João. Aqui no Espírito Santo já residiam vários irmãos do comendador

  3. iris maria de Salles Baptista Soares

    Rodolfo Salles Pinheiro casou com maria Júlia de Freitas,tiveram 8 filhos,Maria Candida de Freitas Salles Pinheiro,Benjamim de Freitas Salles Pinheiro Ana isabel de Freitas Salles Pinheiro,Francisca De Freitas Salles Pinheiro,Nelson de Freitas Salles Pinheiro,Laura de Freitas Salles Pinheiro,,Ademar de Freitas Salles Pinheiro,Maria Tereza de Freitas Salles Pinheiro,todos nasceram na famosa Fazenda São João,todos casaram,só´tem um vivo Ademar Salles Pinheiro.reside em Cachoeiro de Itapemirim ES.,sou a bisneta de Benjamim de Salles Pinheiro filha de Laura de Freitas Salles Pinheiro,meu nome é Iris Maria de Salles Baptista Soares

  4. Tania Moraes de Rodriguez

    Sou Tania Moraes,bisneta do casal Manoel Gomes PereIra de Moraes e Guilhermina Amelia Salles Pinheiro. Gostaria de saber se Guilhermina poderia ser filha ou neta de Rodolfo ou de Joao.Sei que ela é descendente do Visconde de Ipiabas e tb é prima- irmã de seu marido Manoel. Obrigada

  5. Thelma Salles

    Sou Thelma, filha Thereza de Freitas Salles Victor que era a filha mais nova de Rodolfo Salles e Maria Júlia (minha querida vovó Mariquinha). Não era Maria Teresa a filha mais nova de Rodolfo e Maria Júlia como dito acima por minha prima Iris. Minha mãe, Therezinha, como todos chamavam, teve dois filhos no seu casamento com Dario Victor Pereira: eu e meu irmão Claudio.

  6. Tania Moraes

    Thelma, sou neta de Olintho Salles de Moraes. Segundo informações de famíiliares , ele era neto de Rodolfo Sei que Rodolfo viveu em Cachoeiro do Itapemirim, ES e imediações. Gostaria de saber se Rodolfo teve uma filha chamada Guilermina. Obrigada. Tania Moraes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s